AGENDA EUROPEIA 2020 - QUALIFICAR PORTUGAL - INVESTIR NAS CIDADES

publicado em 01-11-2013

 

pos

 

 

1O tema “Qualificar Portugal - Investir nas Cidades“ foi abordado em mais um seminário da Associação Portuguesa dos Comerciantes de Materiais de Construção, no dia 23 de outubro, no âmbito da feira Concreta.

 

O Presidente da Direção da APCMC, Afonso Caldeira, deu início à sessão de abertura, onde se seguiu o Eng.º Reis Campos, Presidente da Direção da CPCI.

 

Seguiu-se o Presidente da Direção da CPCI, Eng.º Reis Campos, que, focando-se na temática das cidades, abordou o tema da reabilitação urbana, lembrando que todos os candidatos à presidência dos municípios debaterem este problema nas suas campanhas. Disse ainda que é imperioso tornar as cidades mais sustentáveis, porque estas consomem 80% da energia total. Enumerou alguns fatores essenciais para a competitividade das cidades, tais como a segurança, a educação, o património histórico, o desporto e recreio, tudo itens diferenciadores a considerar na construção de uma cidade do futuro.

 

Após estas duas intervenções houve lugar às diversas apresentações previstas, orientadas para os temas da sustentabilidade e da estratégia europeia 2020.

 

2O Papel do Cluster Habitat no novo quadro 2014-2020, foi o tema apresentado pelo Profº Victor Ferreira, Presidente Direção da Plataforma para a Construção Sustentável, em que deu a conhecer o Programa de Ação 2009/2013.

 

Do Cluster Habitat Sustentável e qual o papel do Cluster Habitat Sustentável na Estratégia 2014 – 2020.

 

 

Conclusão

[Sustentabilidade – Inovação – Competitividade]

 

Atento a estas oportunidades no campo nacional e internacional.

Promoção das empresas e outras entidades, seus produtos e serviços.

 

O papel dos Clusters no plano Europeu está claro no novo quadro 2014-2020.

O Cluster Habitat Sustentável está aberto a todos que apostem na sustentabilidade como mote para a inovação e são vários os desafios com esta tónica.

 

Uma rede de parceiros para os desafios da inovação, internacionalização e competitividade.

 

As oportunidades no quadro europeu do Horizon 2020, foi a abordagem do Dr. Nuno Soares, Inovamais, Serv. de Consultadoria Inovação Tecnológica, SA, que apresentou O Horizonte 2020 - 8º Programa Quadro de Financiamento de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico, Demonstração e Inovação.

 

EXCELÊNCIA CIENTÍFICA

1. ERC – EuropeanResearch Council, aberto a todos os temas, investigadores jovens promissores (Starters, Consolidators) e estabelecidos (Advanced Grants), Synergye Proof of Concept – orçamento proposto duplica relativamente ao 7ºPQ.

 

2. FET - Future and Emerging Technologies, ideias novas, radicais e com risco elevado para acelerar o desenvolvimento em áreas emergentes da ciência e da tecnologia, incluindoFET-Open (novos conceitos), FET-Proactive (explorar ideias promissoras), e FET Flagships (para obter “breakthroughs”).

 

3. Bolsas Marie-Curie, internacionais (entradas e saídas) e entre sectores (universidade - Indústria), inc. doutoramentos em ambiente industrial

 

4. Infra-estruturas de Investigação de Classe Mundial, acessíveis a todos os investigadores.

 

DESAFIOS SOCIETAIS

1. Saúde, alterações demográficas e bem-estar

 

2. Bioeconomia, incluindo segurança alimentar, agricultura e florestas sustentáveis, investigação marinha, marítima, em lagos e em rios;

 

3. Energia segura, eficiente e sustentável;

 

4. Transportes inteligentes, verdes e integrados;

 

5. Acção Climática, eficiência na utilização de recursos e matérias primas;

 

6. A Europa num Mundo em mudança – Sociedades inclusivas, inovadoras e pensadoras;

 

7. Sociedades seguras – proteção da segurança da Europa e dos seus cidadãos.

 

LIDERANÇA INDUSTRIAL

Tecnologias Facilitadoras Essenciais - (Key Enabling Technologies)

 

1. ICT – microelectrónica, sistemas embebidos, computação da próxima geração, internet do futuro, robótica, fotónica.

 

2. Nanotecnologias – desenvolver novos nano-materiais e nano-tecnologias em múltiplas disciplinas, estudar a sua sustentabilidade e a dimensão social.

 

3. Materiais avançados – desenvolver materiais com novas funcionalidades e melhor desempenho, com maior eficiência energética e menor impacto ambiental.

 

4. Biotecnologia – processos e materiais inovadores e sustentáveis em sectores incluindo agricultura, alimentação, florestas, química industrial e saúde.

 

5. Processo de Fabricos inovadores – Fábricas do Futuro, Edifícios Energeticamente Eficientes, soluções sustentáveis em indústrias intensivas em consumo de energia, novos modelos de negócio sustentáveis.

 

6. Espaço – desenvolver e explorar as infra – estruturas espaciais para satisfazer as necessidades da Europa

 

Inovação nas PME e Acesso a Capital

Edifícios Energeticamente Eficientes (EeB)

 

 

3O Sr. Engº Armando Melo Arruda, DGAE - Direção Geral das Atividades Económicas, apresentou O Regulamento dos Produtos da Construção (EU 305/2011) e as Alterações à Informação que Acompanha os Produtos, nomeadamente ao nível do Regulamento (UE) nº 305/2011 – matérias relevantes, Conceitos específicos usados na legislação UE relativa aos produtos de construção; Diretiva - Regulamento: o que mudou, principais alterações de terminologia: Requisitos básicos das obras, Declaração de Desempenho, Marcação CE, Pontos de Contacto de Produto, Operadores económicos, Avaliação e verificação da regularidade do desempenho, Documentos de Avaliação Europeus, Fiscalização do mercado, aplicabilidade das Medidas nacionais adotadas, entre outros temas.

 

Seguiu-se Manuel Casquiço, da ADENE - Agência para a Energia, que abordou a importância dos produtos eficientes na Reabilitação Urbana e a iniciativa de criação de um sistema de etiquetagem energética de produtos (SEEP), que começou pelas janelas e que irá estender-se a mais um conjunto de produtos, nomeadamente, isolamentos, tintas e produtos de alvenarias.

 

O sistema retardador de chama na cortiça - Inovação e proteção, foi apresentado pelo Eng.º José Severo, Diera - Fábrica de Revestimentos, Colas e Tintas, Lda.

 

O Sistema Diera Cork Flame Retardant trata-se de uma parceria entre a Diera, com o Diera Retardador de chama 50-CN e a Amorim Isolamentos, com o produto MDF Fachada, resultando numa Classificação da Reação ao Fogo: D - s2 - d0 13.

 

Os Objetivos deste novo produto são o de reduzir a probabilidade de ocorrência de incêndios e/ou limitar o desenvolvimento dos incêndios (nomeadamente a propagação do fogo e gases de combustão), Facilitar a evacuação e salvamento; Permitir a intervenção eficaz e segura dos meios de socorro.

 

O Sr. Carlos Manuel, da Amorim Isolamentos apresentou “Cortiça, solução técnica e sustentável”. Salientou as propriedades da cortiça: acústica; recuperação térmica; decorativa comprovando que a natureza e a tecnologia são a solução ideal para a sustentabilidade. Falou do sistema de controlo de qualidade que o produto está sujeito, as suas diversas aplicabilidades, a resistência ao fogo, das Coberturas ajardinadas, das Principais Aplicações em Isolamento Térmico, Acústico e Antivibrático.

 

Cerimónias:

Assinatura dos protocolos com a Universidade Fernando Pessoa e Confidencial Imobiliário

 

7O protocolo com a Universidade Fernando Pessoa tem o objetivo de fomentar e de estreitar relações científicas, culturais, profissionais e técnicas entre as duas instituições e de estabelecer formas de cooperação que, para além dos projetos em áreas específicas a identificar, preveem a atribuição, pela universidade, de condições especiais à APCMC e aos associados, quer na frequência de cursos de formação de primeiro, de segundo e de terceiro ciclos de estudos, formação pós-graduada não conferente de grau académico, formação contínua de quadros médios e superiores e formação profissional, quer na prestação de serviços estatísticos, de estudos de mercado e outros, e também, os prestados pelas unidades pedagógicas de Fisioterapia, de Reabilitação Psicomotora, de Terapêutica da Fala, de Medicina Dentária e de Psicologia.

 

Através do protocolo com a Imoestatística, detentora da Confidencial Imobiliário, a APCMC terá acesso, de forma gratuita, a dados estatísticos sobre o mercado imobiliário, enquanto os associados beneficiarão de descontos para a utilização de informação empresarial.

 

Na oportunidade, usaram da palavra o Dr. Ricardo Guimarães, em representação da Confidencial Imobiliário, e o Prof. Doutor Salvato Trigo, Reitor da Universidade Fernando Pessoa, que destacaram alguns aspetos dos respetivos protocolos e  referiram a importância atribuída à parceria com a APCMC.

 

Atribuição de medalhas de “Mérito Comercial e Associativo”, aos Associados com mais de 25, 50 e 75 anos de atividade.

 

O final da sessão ficou marcado pela tradicional cerimónia de entrega de diplomas e medalhas, de "Mérito Comercial e Associativo", às empresas que completaram, respetivamente, vinte e cinco, cinquenta ou setenta e cinco anos de atividade.

 

Para receber a medalha de prata, estive presente a empresa J. Rafael, Lda |50 anos| e para receber as medalhas de bronze as empresas, Manuel dos Santos & Filhos, Lda |26 anos| e Geberit - Tecnologia Sanitária, SA |26 anos|.

 

4  5

67

 

 

 

 

 

 

algeria 

 

não esquecer

Principais Obrigações Fiscais - Abril

IRS – Tabelas de retenção na fonte / 2015

Orçamento do Estado para 2015

Produtos e Materiais de Construção Sujeitos a «Marcação CE»

IMT - Tabelas Práticas 2015

Salário Mínimo, IAS e UC para 2015

Ajudas de Custo 2015

Subsidio de Refeição e de Viagem 2015

Mapa de Férias 2015

Regime de Bens em Circulação

Juros de Mora Comerciais - 1º semestre. 2015

Horário de trabalho e livrete - pessoal afeto à exploração de veículos. Entendimento da ACT

Renovação da Carta de Condução

Contrato Coletivo de Trabalho do Setor

Cadastro Comercial

CAE - Rev. 3 Classificação Portuguesa de Actividades Económicas

Livro de Reclamações

Livretes Individuais de Controlo

Indicação de Preços

Uso da Língua Portuguesa

 

youtube

GREY/GREEN

Filme Promocional da Fileira dos Materiais de Construção, das Empresas e da Arquitetura e Engenharia Portuguesas.

 

SUBSCREVER NEWSLETTER apcmc news

clique aqui

 

 

 

 

sage

 

manutenção de sites